Prof. Dr. Osmar Castro

Especialista, Mestre e Doutor em Prótese Dentária USP

Prof.Dr. Osmar Castro é Professor do Curso de Mestrado em Prótese Dentária da São Leopoldo Mandic e autor de dois livros de Prótese Dentária. Formado há 30 anos tem consultório particular em Moema -São Paulo. (11) 55311032

Problemas com dentaduras?

problemas-dentadura

Problemas com a dentadura

Problemas com as dentaduras?

Problemas com as dentaduras? As dentaduras (próteses totais removíveis), são as próteses dentárias mais difícieis de serem feitas, visto que o paciente ao perder todos os seus dentes, perdem várias referências importantes para o dentista: cor, forma e tamanho dos dentes, oclusão (mordida) e DVO (altura da face). Além disso as dentaduras convencionais não tem dente ou implante para se fixarem, por isso dependem exclusivamente do vácuo que somente é obtido quando o dentista conhece a fundo técnicas de moldagem para produzir bordos funcionais que impedem a entrada do ar e aumentam a retenção da prótese. Escrevi dois livros sobre dentaduras e nele explico minha técnica chamada “Técnica da Clonagem Terapêutica”que resulta em próteses estéticas e funcionais, dando segurança e conforto para o paciente. Não existe milagres, uma dentadura de alto padrão só é obtida com um laboratório de excelência, dentes de primeira linha importados e um dentista que domine a técnica de confecção de dentaduras. A maioria dos problemas de dentaduras como falta de pressão, desconforto, dificuldade na fala e machucados, são decorrentes de próteses dentárias mal confeccionadas. Nossas dentaduras são esculpidas com precisão evitando o incômodo da deposição de resíduos, além disso fazemos todas elas com um reforço metálico interno que irá promover uma dentadura reforçada no interior, e fina e confortável no céu da boca, permitindo uma adequada posição da língua obtendo conforto e melhorando a fonética.

Professor Osmar Castro: Especialista em dentaduras           www.odontologiacastro.com.br

 

Especialista em Prótese Dentária

dentadura Osmar CastroEspecialista em Prótese Dentária Osmar Castro

Especialista em Prótese Dentária Osmar Castro em mais um Congresso Internacional . O Professor Osmar assistiu palestras relacionadas com Prótese Dentária, Implantes Dentários, e comprou novos equipamentos, entre eles um micromotor japonês da NSK, considerado um dos melhores do mundo. Mais silencioso e com vibração menor, sempre visando levar o melhor para seus pacientes. www.odontologiacastro.com.br

Especialista em Prótese Dentária

Prof.Dr. Osmar CastroEspecialista em Prótese Dentária

Meu nome é Osmar Vieira de Castro, sou especialista em Prótese Dentária e Professor de Prótese Dentária de cursos de Mestrado e Especialização. Realizo todos os tipos de Próteses Dentárias: sobre implantes e dentes naturais. Tenho dois livros publicados sobre uma técnica que desenvolvi para a confecção de dentaduras e Overdentures (dentaduras sobre implante). Fiz meu Mestrado e Doutorado na USP. Meu consultório fica em Moema na Avenida Macuco (11 55311032), onde junto com minha equipe realizamos cirurgias de instalação de implantes, endodontia (tratamento de canal) e Odontopediatria (tratamento de crianças). www.odontologiacastro.com.br

DENTADURA: 5 DICAS PARA QUEM USA

 

DENTADURA: 5 DICAS PARA QUEM USA

 

Dentadura: 5 dicas para quem usa

Dentadura: 5 dicas para quem usa

O Professor Osmar Castro, especialista em dentaduras, dá 5 dicas importantes para quem usa dentaduras. Com mais de 25 anos dando aula de prótese por todo o Brasil, Osmar tem dois livros publicados sobre uma técnica própria que desenvolveu em conjunto do professor Tomaz Gomes onde dedicou mais de 16 anos em pesquisa para resultar em protocolos protéticos com alto grau de sucesso.

 www.odontologiacastro.com.br

Especialista em Prótese dentária

Especialista em Prótese dentária

 Especialista em prótese dentária: dentadura com imãs:  Osmar Castro exemplifica nessa foto uma dentadura feita por ele que após a confecção de 3 implantes recebeu 3 imãs (magnetos) que auxiliarão na retenção e estabilidade da dentadura além de evitar a reabsorção do osso. O uso de magnetos é muito indicado para pacientes com dificuldade motora como Mal de parkinson ou artrite nas mãos. De todos os sistemas de retenção de Overdentures, esse é o que melhor facilita a remoção e colocação da prótese  e por isso é muito indicada para esses casos. Também é usada para implantes curtos em rebordos com pouco osso pois esse sistema não leva cargas laterais evitando a reabsorção óssea e evitando a perda do implante por perda da osseointegração. Também pode ser indicado para dentes naturais. Os magnetos são encontrados com poder de atração de 300 ou 500 gramas, e dependerá do espaço entre o implante e a prótese para uma indicação precisa.

Outros sistemas de retenção para dentaduras com implantes são o’ring, barra-clipe, mk1, Era ou também se unidos a uma barra uma associação entre eles.

Quando uma dentadura não possui implantes para sustentá-la terá uma reabsorção maior e uma retenção menor.

O sistema com imãs permite que com apenas um implante já seja possível utilizá-lo pois são independentes e não forçam o implante lateralmente. Uso muito esse sistemas quando o paciente me procura com perda de alguns implantes e não quer se submeter novamente a cirurgias, aí planejo dentadura presa a imãs nos implantes que se prenderam ao osso. Isso vai permitir uma boa fixação da dentadura e uma resolução rápida do caso. Já o sistema o’ring necessita pelo menos dois implantes dentários, e o mk1 no mínimo de 4 implantes inferiores ou 6 implantes superiores.

www.odontologiacastro.com.br

Especialista prótese dentária

Especialista Prótese Dentária responde

Desgaste dos dentes da prótese.

Os dentes de próteses totais ou pontes móveis parciais devem são de resina acrílica. Aqui no Brasil não se importa dentes de porcelana para esses tipos de próteses dentárias por não se desgastarem e transferirem a carga para o osso causando grandes reabsorções. A desvantagem dos dentes de acrílico são sua menor estabilidade de cor e o desgaste. Esse desgaste, se for pequeno, é até benéfico pois diminui as cargas sobre a gengiva. A maior causa dos desgastes não é a mastigação, e sim, hábitos parafuncionais como o apertar ou ranger dos dentes (bruxismo). Para esses pacientes deve se indicar uma placa de mordida de uso noturno sobre a prótese  para tentar conter o desgaste. Escovas duras e o uso de creme dental que contém abrasivos também podem levar a desgastes da resina acrílica. Como especialista em prótese dentária só indico e utilizo dentes de qualidade e com uma superfície endurecedora para minimizar ao máximo os desgastes.

Especialista em prótese responde: quanto custa uma prótese?

Quando digo que sou especialista em prótese dentária não é incomum me perguntarem:quanto custa uma prótese? Infelizmente não adianta procurar nos sites de comparações de preço como o Buscapé. Isso porque não estamos falando de uma determinada marca de um produto como uma geladeira ou um micro-ondas. Estamos falando de um produto que o valor está ligado a vários fatores como os anos de estudo do profissional, a qualidade do laboratório e o investimento em equipamentos e tecnologia. Por exemplo, meu custo de laboratório de um dente de porcelana é em torno de R$400,00. Nesses 26 anos de formado nunca  trabalhei com convênios pois o que eles pagam por uma coroa não daria para cobrir o meu laboratório, o que me obrigaria a  optar por um mais barato e consequentemente, de qualidade inferior. Uma prótese que acabou de ser cimentada e que apresenta uma desadaptação já está condenada pois o paciente não conseguirá higienizá-la provocando esgarçamento do fio dental e mau cheiro. Uma prótese bem feita tem grande longevidade o que compensará um custo maior inicial. Não se esqueçam do antigo ditado: o barato sai caro, principalmente se o que estiver em jogo for sua saúde.

Especialista em Prótese responde:

Próteses dentárias podem provocar dores de cabeça?

Sim. Não somente uma prótese total (dentadura), mas próteses parciais, próteses sobre implantes, próteses fixas e mesmo restaurações dentárias em resina ou amálgama. Qualquer prótese que não distribua uniformemente os pontos de contato ou que alterem a altura do terço inferior da face (dimensão vertical de oclusão), podem resultar em DTM (disfunsão temporo-mandibular) podendo resultar em dores cervicais e dores de cabeça. Na foto um exemplo de contatos de carbono nos dentes. Após a entrega de próteses dentárias ajustes oclusais devem ser sempre checados para manter uma correta distribuição das cargas mastigatórias.