Prof. Dr. Osmar Castro

Especialista, Mestre e Doutor em Prótese Dentária USP

Prof.Dr. Osmar Castro é Professor do Curso de Mestrado em Prótese Dentária da São Leopoldo Mandic e autor de dois livros de Prótese Dentária. Formado há 30 anos tem consultório particular em Moema -São Paulo. (11) 55311032

Reabilitação com prótese dentária

Reabilitação com prótese dentária

Prótese dentária

Reabilitação com prótese dentária

Reabilitação com prótese dentária: nas grandes reabilitações por prótese dentária o uso de um articulador semi-ajustável é muito importante. O articulador é um aparelho que simula os movimentos mandibulares e resulta em próteses mais articuladas e com uma oclusão melhor.

Articulador: Quanto mais extensa for a reabilitação bucal, maior a necessidade do dentista usar o articulador que simula os movimentos da boca, resultando em uma oclusão (engrenagem dos dentes) mais correta e minimizando desgastes desnecessários que muitas vezes afinam a porcelana perdendo estética e enfraquecendo as coroas dentárias.

Articulador: existem os mais simples conhecidos como charneiras que apenas reproduzem movimentos de abertura e fechamento, assim como os mais complexos que são os articuladores totalmente ajustáveis com pantógrafos que simulam quase a totalidade dos movimentos mandibulares.

O articulador permite usar o arco facial que permite reproduzir a inclinação da maxila em relação a base do crânio, permitindo simular melhor a oclusão. Nas reabilitações por próteses totais (dentaduras), próteses fixas tipo protocolo (dentaduras fixas), Overdentures (dentaduras móveis sobre implantes dentários) e nas próteses fixas extensas o articulador é imprescindível na reabilitação bucal. Na foto um articulador da Bio- art A7 Plus, que usamos em nosso consultório. www.odontologiacastro.com.br

Dentadura Especial

dentadura especial

dentadura especial

Dentadura Especial

Dentadura Especial: Minhas próteses totais (dentaduras) são realizadas através de um planejamento profundo da estética dentária. Na maioria das vezes a dentadura antiga não condiz com os traços fisionômicos do paciente como o rosto, cabelo, altura da face, nariz e lábios. A transformação estética da dentadura antiga para a nova é grande, e as vezes o paciente não quer uma alteração radical e no intuito de minimizar o impacto social sugere a confecção de um aparelho ortodôntico por um período para que depois de um tempo, ao removê-lo as pessoas de seu convívio social possam acreditar que a mudança foi devido ao uso do aparelho ortodôntico, minimizando a mudança estética e trazendo conforto psicológico para o paciente. www.odontologiacastro.com.br

Dentadura: o que faz ela parar?

Dentadura: o que faz ela parar?

Dentadura: o que faz ela parar?

Dentadura: o que faz ela parar?

Dentadura: o que faz ela parar? Nesse novo video procuro explicar de uma maneira didática o que faz com que uma dentadura pare na boca. A dentadura é a prótese mais difícil de ser feita pois só depende dos fenômenos físicos que ocorrem entre a prótese e a gengiva. São eles: adesão, coesão, tensão superficial e a pressão atmosférica. Portanto quanto maior a área da prótese e quanto maior for os pontos de contato entre a gengiva e a prótese, consequentemente maior será a retenção e estabilidade da dentadura. Para isso o dentista precisará sempre fazer uma moldeira individual personalizada para que possa obter dentaduras com bordas funcionais que selem a entrada de ar promovendo um vácuo que dará retenção a dentadura. www.odontologiacastro.com.br

Adesivos de dentadura fazem mal?

Adesivos de dentadura fazem mal?

Adesivos de dentadura fazem mal? Especialista em dentaduras o Professor Osmar Castro lança um novo vídeo sobre o assunto. No Brasil são mais de 18 milhões de pessoas que usam dentaduras. A venda de fixadores e adesivos é vendida como solução para próteses dentárias removíveis sem retenção, o Professor Osmar alerta sobre os riscos a saúde bucal do uso incorreto desses adesivos para próteses. Estes podem ser encontrados em forma de pó, pasta ou fitas.

Osmar Castro é especialista em prótese dentária e tem dois livros sobre uma técnica própria para a confecção de dentaduras.

www.odontologiacastro.com.br

Dentadura com imã

dentadura com imã

dentadura com imã

Dentadura com imã

Dentadura com imã: uma excelente opção de dentadura é usar alguns dentes naturais para auxiliar a retenção (pressão) de uma dentadura. Nessa foto o paciente possuía apenas dois molares posteriores  não tinha osso suficiente para fazer implantes dentários. Planejar uma ponte móvel com grampos nesses dentes não iria promover uma retenção suficiente além de levar a perda óssea desses dentes e sua perda com o passar do tempo pois esses dentes sozinhos não terão capacidade suficiente para suportar toda a carga mastigatória produzida pelos outros dentes. Por outro lado fizemos o tratamento de canal desses dentes, reduzimos sua altura e cimentamos coppings metálicos (capas metálicas) que além de evitar a cárie dentária, são fundidos com um metal capaz de atrair imãs. Uma dentadura é planejada com dois magnetos (imãs) que terão um poder de atração de 1 quilograma força, o que promoverá uma ótima retenção a dentadura. Esse tipo de prótese dentária tem inúmeras vantagens: o paciente não precisa passar por cirurgias, a preservação dos dentes mantém o osso ao redor, os dentes aumentam a retenção da dentadura, a diminuição da altura do dente evita movimentos laterais aumentando a durabilidade dos dentes, a presença do ligamento periodontal dos dentes mantém a propriocepção melhorando o controle da força da mastigação. Esse tipo de prótese é conhecida como dentadura híbrida ou prótese total híbrida. www.odontologiacastro.com.br

Dentadura moderna com imãs

dentadura moderna com imãs

dentadura moderna com imãs

Dentadura moderna com imãs

Dentadura moderna com imãs: essa dentadura com 4 imãs (magnetos) foi entregue em meu consultório dentário em Moema. Esse tipo de prótese é muito indicado para pacientes que tem alguma dificuldade motora pois é uma prótese removível muito fácil de tirar e colocar pois ao aproximar a prótese da gengiva os imãs são atraídos pelas peças na boca e já vão sozinhas para a posição. Nesse caso cada imã tem uma atração de 500g, ou seja, a dentadura ficará presa com 2 kls de força mais a retenção dada pelo vácuo das próteses, resultando em uma segurança maior para o paciente na mastigação, deglutição e na fala. Os imãs podem ser atraídos por um metal específico cimentados em dentes ou parafusados em implantes dentários. É uma ótima solução para quem tem pouco osso e não pode ou não querem fazer enxertos ósseos. www.odontologiacastro.com.br

Dentadura com imã

Dentadura com imã

dentadura com imã

Dentadura com imã: uma grande alternativa para raízes que não suportariam próteses dentárias fixas por perda óssea é utilizá-las como suporte para próteses removíveis. Principalmente em paciente idosos que não podem ou não querem se submeter a cirurgias de implantes dentários essa é uma maneira de melhorar a retenção e o conforto da prótese dentária total removível. Nesse caso optei por preservar 6 dentes anteriores que já tinham perda óssea e não se prestariam a retentor de prótese fixa. Quatro raízes foram encapadas com metal que atraí magneto (imã). Uma prótese total removível (prótese total híbrida) será confeccionada. As raízes manterão o osso anterior e auxiliarão na retenção da prótese. Cada magneto (imã) tem 500g de atração de força, o que dará 2 kgs de força de atração da prótese nos coppings. Essa é uma excelente alternativa para raízes que tem perda óssea pois mesmo se ao longo do tempo alguma raiz se perder o paciente continuará usando a mesma prótese não precisando substituí-la, mas enquanto elas aguentarem, essas raízes diminuirão a reabsorção óssea e aumentarão a pressão da prótese.  Esse tipo de prótese conhecido como prótese total híbrida também pode ser utilizado sem o imã, somente com apoio em raízes encapada com metal. Nesse caso a retenção não seria aumentada, apenas a raiz serviria para diminuir a reabsorção óssea. Esse caso foi realizado em meu consultório em Moema. www.odontologiacastro.com.br