Prof. Dr. Osmar Castro

Especialista, Mestre e Doutor em Prótese Dentária USP

Prof.Dr. Osmar Castro é Professor do Curso de Mestrado em Prótese Dentária da São Leopoldo Mandic e autor de dois livros de Prótese Dentária. Formado há 30 anos tem consultório particular em Moema -São Paulo. (11) 55311032

Dentadura com reforço metálico

Dentadura com reforço metálico

Dentadura com reforço metálico

dentadura com reforço metálico

dentadura com reforço metálico

Nessa foto mostramos através de uma radiografia o reforço metálico de uma prótese total superior e de uma prótese total inferior. Esse reforço além de permitir diminuir a fratura das dentaduras, permite que se faça um céu da boca extremamente fino na prótese superior (aumentando o conforto e melhorando a fonética) e uma região lingual (interna) da prótese inferior com formato côncavo, melhorando a acomodação da língua e aumentando a retenção da prótese total mandibular (inferior). Esses reforços são especialmente indicados para pacientes com mal de Parkinson ou com dificuldades motoras onde a chance de queda da dentadura durante a higienização aumenta.

www.odontologiacastro.com.br

Reforço metálico para dentaduras

Reforço metálico para dentadura

Reforço metálico para dentadura

Reforço metálico para dentaduras

Reforço metálico para dentaduras, esse reforço é extremamente leve e resistente e evita fratura de dentaduras e Overdentures (dentaduras apoiadas sobre implantes. Ele tem uma pintura externa que o torna imperceptível. Seis pinos entram dentro dos 6 dentes anteriores e uma barra vai de primeiro molar a primeiro molar. Esse reforço é individualizado para cada paciente e evita uma série de problemas futuros, mas o mais importante é que não atinge a região da língua ou do céu da boca, resultando além da resistência da prótese no conforto e fonética do paciente. www.odontologiacastro.com.br

Curva dos dentes da dentadura

curva dos dentes da dentadura

curva dos dentes da dentadura

Curva dos dentes da dentadura

Curva dos dentes da dentadura – Nessa foto a curvatura dos dentes da prótese antiga (da esquerda ) estava com os dentes com a curva desarmônica, na nova (da direita) a curvatura ideal foi obtida o que vai levar a uma melhor função e estética. Também o desgaste dos dentes foi corrigido e dentes mais claros foram sugeridos e aceito pelo paciente. www.odontologiacastro.com.br

A gengiva da dentadura

A gengiva da dentadura

A gengiva da dentadura

A gengiva da dentadura

A gengiva da dentadura – para se obter uma naturalidade na gengiva de uma dentadura 3 fatores são importantes:

1) A escultura , 2) A textura e 3) a cor

1) Escultura – a escultura de uma dentadura deve ser feita evitando-se ao máximo áreas muito côncavas e as papilas totalmente preenchidas por resina para evitar acúmulo de alimento e formação do tártaro.

2) Textura – A textura deve ser prismática (ver foto), ou seja, pequenos sulcos em várias direções para que o reflexo seja direcionado para vários lugares diminuindo o brilho evitando-se assim a artificialidade, já que um brilho excessivo denota que não é uma gengiva natural, já que a gengiva natural é mais fosca.

3) Cor –  a cor da gengiva deve ser de acordo com os lábios e a gengiva do paciente para que não se chame a atenção para ela. Na foto essa dentadura foi feita através da técnica STG, onde escolhemos a gengiva através de uma escala própria que seleciona a gengiva mais próxima do paciente.

obs. Na foto na dentadura da direita o paciente forneceu uma foto de quando ainda possuía seus dentes e que havia um grande espaço entre os dentes incisivos. Ele pediu que gostaria que a dentadura fosse igual aos seus dentes naturais, o que foi feito.

www.odontologiacastro.com.br

Dentadura: céu da boca grosso

ceu da boca grosso

ceu da boca grosso

Dentadura: céu da boca grosso

Dentadura: céu da boca grosso. O palato (céu da boca) é uma das regiões que sofrem menos reabsorção nos usuários de dentaduras (próteses totais). Por isso, as dentaduras na região do céu da boca devem ser o mais fina possível. A resistência da resina acrílica com espessuras de menos de 2 mm pode enfraquecer a dentadura levando a fraturas. Por isso muitos muitos protéticos fazem reforços metálicos para impedir a fratura das dentaduras, mas esses reforços não podem ser na região do céu da boca (c0m0 esse da foto), pois isso vai levar a um mau posicionamento da língua mais para baixo e para trás, dificuldade de pronunciar alguns sons (dificuldades fonéticas), além do desconforto do paciente pois o céu da boca grosso resulta em uma dentadura mais desconfortável, pesada e aumenta a possibilidade de provocar náuseas. Na nossa técnica sempre fazemos os reforços metálicos envolvendo a região dos dentes evitando a região do céu da boca, assim entregamos dentaduras reforçadas e ao mesmo tempo mais leves e confortáveis. www.odontologiacastro.com.br