Prof. Dr. Osmar Castro

Especialista, Mestre e Doutor em Prótese Dentária USP

Prof.Dr. Osmar Castro é Professor do Curso de Mestrado em Prótese Dentária da São Leopoldo Mandic e autor de dois livros de Prótese Dentária. Formado há 30 anos tem consultório particular em Moema -São Paulo. (11) 55311032

Canal Youtube Osmar Castro supera 500.000 visualizações!

Canal Youtube Osmar Castro supera 500.000 visualizações!

Canal Youtube Osmar Castro supera 500.000 visualizações!

O canal do youtube do Professor Osmar castro superou as 500.000 visualizações, nesse canal o professor elucida dúvidas de usuários de próteses em geral: próteses totais (as dentaduras convencionais), próteses tipo protocolo que são as dentaduras fixas sobre implantes dentários, próteses removíveis conhecidas como ponte móvel e próteses fixas sobre dentes feitas de porcelana pura ou metalocerâmica (porcelana e metal), facetas dentárias de porcelana e Overdentures que são dentaduras removíveis sobre implantes dentários. Osmar Castro tem especialização, mestrado e doutorado em Prótese dentária pela Universidade de São Paulo e é autor de 2 livros sobre prótese dentária além da publicação de vários artigos científicos sobre prótese dentária. A sua técnica é da clonagem terapêutica em Prótese total onde ensina no curso de Mestrado em Prótese dentária do centro de pesquisa São Leopoldo Mandic.

Youtube Osmar Castro

Youtube Osmar Castro

www.odontologiacastro.com.br

Dentadura: 31 anos de estudo

Dentadura: 30 anos de estudo

Dentadura: 30 anos de estudo

Dentadura: 31 anos de estudo

Dentadura: 31 anos de estudo. Em dezembro de 2017 completo 31 anos de estudo e pesquisa de dentaduras (próteses dentárias totais) e Overdentures (dentaduras sobre implantes dentários). Esse tipo de prótese são de grande complexidade, e materiais inferiores e técnicas incorretas podem levar a grandes perdas ósseas e problemas no futuro. Durante esses anos desenvolvemos uma técnica única que visa reparar os problemas da prótese antiga através de terapias que vão devolver a saúde da gengiva, músculos e otimizar a mastigação. Após isso a prótese é duplicada e usada como uma moldeira que vai transmitir as informações para a prótese nova. isso faz com que o paciente tenha uma adaptação rápida e mais confortável com as dentaduras novas. Inicialmente publicada em uma revista científica em 2003, virou livro em 2009 e em 2015 outro livro onde foi-se ampliada seu uso nas dentaduras sobre implantes (Overdentures). Atualmente ministro  palestra em diversos estados sobre essa técnica. Nesse ano fui duas vezes a Curitiba, vou dar uma palestra no congresso internacional da APDESP no final de outubro de 2017, além de estar com 4 turmas de Mestrado em Prótese Dentária onde ensino essa técnica. Espero que mais profissionais possam utilizá-la,  seu nome é Técnica da Clonagem Terapêutica,uma técnica  para oferecer aos pacientes próteses de alta tecnologia e ciência.

www.odontologiacastro.com.br

Dentadura e o molde

Dentadura e o molde

Dentadura e o molde

Dentadura e o molde

Dentadura e o molde: o molde é o resultante de uma moldagem. Um bom molde para se fazer uma dentadura vai resultar no sucesso ou fracasso do caso. Nessa foto pode-se observar uma borda com várias espessuras, isso é resultante da ação muscular copiada na periferia do fórnix. Isso só é possível se for utilizada uma moldeira individual. Ou seja, somente com uma moldeira individual é possível se obter uma prótese total (dentadura) com o máximo de retenção e estabilidade. Um gesso de ótima qualidade deve ser vertido nesse molde para se obter o modelo de trabalho onde será prensada a nova dentadura. Ou seja, a mesma imagem da borda do molde será a borda da futura prótese que irá dar o vácuo necessário para dar retenção na dentadura. Quando essa borda funcional não é obtida resulta em dentaduras sem pressão dando desconforto e insegurança para o paciente. www.odontologiacastro.com.br

Dentadura não para?

Dentadura não para?

Dentadura não para?

Dentadura não para? Esse é um slide de minha aula para explicar o que faz uma dentadura parar e se fixar na boca para que o paciente consiga confortavelmente mastigar, falar e sorrir com segurança. Como se percebe fazer uma dentadura se fixar na boca depende de vários fatores integrados entre si. Quanto maior seu tamanho, maior a altura do rebordo, melhor for a moldagem do dentista, melhor a qualidade da gengiva e melhor a técnica laboratorial, maior será a retenção da prótese total. Como se pode ver existem fatores técnicos mas também características próprias do paciente que podem interferir no resultado final. Da parte do dentista as moldagens e uma mordida bem engrenada são as partes mais importantes para aumentar a pressão de uma dentadura. www.odontologiacastro.com.br 

Posição dentes da dentadura

Posição dentes da dentadura

Posição dentes da dentadura: é muito comum observarmos pessoas que usam dentadura em que a posição dos dentes não combinam com o rost dando um ar artificial e denunciando que a pessoa usa uma prótese dentária. Muitos fatores influenciam a estética dentária na posição dos dentes:

LINHA MEDIANA: é a linha que divide os dois dentes da frente, essa linha é fundamental para a estética pois se estiver desviada para um dos lados aparecerá mais dentes de um lado do que do outro. Muitos erros acontecem quando se baseiam no nariz ou no freio do lábio superior, ela deve ser centralizada pelo rosto do paciente.

POSIÇÃO DOS DENTES: É se o dente está mais para dentro ou para fora. Errar essa posição muito para dentro vai deixar o lábio superior sem suporte (murcho), e muito para fora vai dar um aspecto forçado e muitas vezes excesso de visibilidade da gengiva.

ALINHAMENTO DOS DENTES: o alinhamento dos dentes depende da forma do rebordo, ou seja, rebordos quadrangulares resultam em um alinhamento quadrangular, rebordos triangulares em alinhamento dos dentes triangular. Além disso existe uma curva antero-posterior que deve ser sempre ascendente para distal, ou seja, os dentes vão fazendo uma curva sempre subindo para trás, isso vai resultar em um sorriso harmônico e evitar o conhecido “sorriso invertido”que é quando os dentes posteriores estão abaixo dos anteriores resultando em um sorriso antiestético.

Todos os casos do consultório eu mesmo que monto, pois assim tenho controle total da estética do paciente. Na foto, durante essa montagem fui escrevendo várias observações que terei que fazer no alinhamento dos dentes inferiores para obter a curva perfeita no superior. Montando os dentes ao invés de mandar para o laboratório tenho obtido resultados mais estéticos e funcionais por poder decidir as modificações necessárias do começo ao fim do caso, levando a satisfação estética do paciente.

www.odontologiacastro.com.brCaptura de Tela 2017-07-29 às 22.06.42

Terapia da dentadura

Terapia da dentadura

Terapia da dentadura

Terapia da dentadura

Terapia da dentadura: na grande maioria das vezes preciso proceder terapias na dentadura antiga do paciente antes de fazer as dentaduras novas. As pessoas usam muitos anos a mesma dentadura o que ocasiona alterações importantes na função e na estética do paciente. Ou seja, o paciente que usa uma dentadura por muitos e muitos anos  apresenta a mordida, deglutição, mastigação e a estética prejudicadas e alteradas. A terapia são procedimentos executados na própria dentadura antiga do paciente, tais como: correções estéticas, da mordida, da altura da face (DVO), área correta (tamanho) ideal da dentadura, correções da curva dos dentes, etc. Quando os músculos mastigatórios e  da deglutição estiverem funcionando dentro da normalidade e o paciente estiver satisfeito com a estética, essa dentadura é copiada e usada como um padrão na confecção da dentadura nova (clone). Essa técnica foi desenvolvida por mim e pelo protético Tomaz Gomes e foi batizada de Técnica da Clonagem Terapêutica. Na foto prótese antiga foi recuperada aumentando-se a altura dos em resina acrílica   para devolver a correta altura da face. Os pontos dos toques dos dentes superiores foram marcados a caneta e a superfície foi deixada plana para que a mandíbula tivesse liberdade de ir para sua posição ideal (acerto da oclusão). www.odontologiacastro.com.br

Torus palatino

Torus palatino

Torus palatino: O torus palatino (foto) é uma exostose óssea (um volume ósseo maior), totalmente benigno e na maioria das vezes de componente hereditário. Como podemos observar na foto geralmente se localiza na região mediana da maxila, mas também pode ocorrer na mandíbula (torus mandibular). Pode complicar o planejamento de próteses totais podendo resultar em básculas da dentadura, dificuldade de inserção da prótese ou quebra do selamento posterior (entrada de ar na dentadura e perda do vácuo diminuindo a pressão).  Na mandíbula normalmente é bilateral o que pode prejudicar a confecção de próteses removíveis o que muitas vezes inviabiliza o uso da barra lingual. Atualmente esse excesso ósseo pode ser usado como área doadora de osso para pacientes que necessitam de enxerto ósseo para instalação de implantes dentários. www.odontologiacastro.com.brtorus palatino

Dentadura de porcelana

Dentadura de porcelana

Dentadura de porcelana. Especialista em dentaduras responde: Não é possível se fazer uma dentadura removível com dentes de porcelana. Na verdade até existe dentes de porcelana para dentadura mas não são importados para o Brasil. O fato de não serem mais utilizados dentes de porcelana para dentaduras removíveis tem vários fatores:

Por que não se usa dentes de porcelana em dentaduras?

1) Os dentes de porcelana não tem uma união química com a resina acrílica que é feita a gengiva artificial da prótese, por isso os dentes de porcelana possuíam uma retenção mecânica de metal para que essa retenção se prende-se a base da prótese.

2) A presença dessa retenção mecânica impede o desgaste dos dentes para posicionar na prótese como acontece com os dentes de resina acrílica, isso fazia com que os dentes selecionados fossem extremamente menores que o tamanho indicado resultando em um sorriso antiestético.

3) Os dentes de porcelana são extremamente duros (mais até que o próprio esmalte dentário) e quase não sofrem desgastes, isso acarreta uma transmissão total das forças mastigatórias para o rebordo (gengiva), levando a grandes reabsorções ósseas.

4) Os dentes de porcelana provocam muito mais ruídos durante a mastigação.

Devido a essas desvantagens dos dentes de porcelana eles pararam de ser utilizados para próteses totais (dentaduras removíveis) e foram totalmente substituídos pelos dentes de resina acrílica.

Dentes de resina acrílica 

Dentadura de porcelana

Dentadura de porcelana

Pelo fato dos dentes de resina acrílica sofrerem mais desgaste do que os dentes de porcelana, atualmente em meu consultório utilizo o dente mais duro e de melhor qualidade em nível mundial para evitar a perda da altura inferior da face conhecida como DVO e também para manter a estética bonita da prótese por muitos anos. Meu nome é Osmar Castro e sou especialista em dentaduras. www.odontologiacastro.com.br