Prof. Dr. Osmar Castro

Especialista, Mestre e Doutor em Prótese Dentária USP

Prof.Dr. Osmar Castro é Professor do Curso de Mestrado em Prótese Dentária da São Leopoldo Mandic e autor de dois livros de Prótese Dentária. Formado há 30 anos tem consultório particular em Moema -São Paulo. (11) 55311032

Dentadura e gengiva artificial

Dentadura e gengiva artificial

DentaduraDentadura e gengiva artificial: uma das preocupações de pessoas que usam dentaduras é a artificialidade da gengiva. Atualmente é possível se fazer gengivas de dentaduras da mesma cor que a gengiva do paciente. Isso é possível através de um sistema de caracterização (Sistema STG). O professor Tomaz Gomes idealizou essa técnica onde várias cores de resina vão resultar na cor selecionada através de escalas que são comparadas com a gengiva natural do paciente. O resultado dessa combinação de cores resulta em dentaduras estéticas, mesmo nos casos em que há a exposição da gengiva na fala ou no sorriso, isso porque a cor da resina da gengiva artificial se harmoniza com os lábios e o tom da pele do paciente. Nessa foto abaixamos o lábio do paciente para mostrar a gengiva, e pode-se observar que a cor do acrílico é composto de várias cores e não como são feitas algumas dentaduras que são acrilizadas em um único tom de rosa que as tornam anti-estéticas e artificiais. Outro ponto para observar é que as papilas (gengiva que entra entre os dentes), foram esculpidas de forma que não deixam espaços vazios pois isso levaria a formação de tártaro, acúmulo de alimento e mau hálito. Nossas dentaduras sempre são entregues dessa maneira, que denominamos de dentaduras com auto-limpeza, pois elas não terão alimentos grudados entre os dentes após as refeições, facilitando a higienizarão por parte dos pacientes. Caso realizado no consultório odontológico em Moema pelo especialista em dentaduras professor Osmar Castro www.odontologiacastro.com.br

Odontopediatra em Moema

Odontopediatra em MoemaOdontopediatraOdontopediatra em Moema

Odontopediatra em Moema: A Dra Fabíola Castro, Odontopediatra, é a responsável pelo atendimento dos bebês, crianças e adolescentes em nosso consultório. Atualmente a Dra Fabiola é colaboradora do curso de Especialização em Odontopediatria da USP, e Pós-graduanda em Odontologia Hospitalar do Hospital Albert Einstein. Ela cuida com amor e carinho das crianças, e como pode se constatar nessa foto, os pequenos estão aprovando! O odontopediatra é responsável por fornecer informações para os pais sobre como melhorar os hábitos alimentares com o objetivo de evitar as lesões de cáries nas crianças. Além disso aplicações tópica de flúor e profilaxias objetivam manter até a fase adulta os dentes e a gengiva saudáveis. www.odontologiacastro.com.br

Remoção de implante dentário

Implante dentárioRemoção de implante dentário

Remoção de implante dentário: essa semana apareceu em meu consultório uma paciente que teve uma perda óssea ao redor do implante por trauma dentário e prótese fixa sem espaço para higienização. Assim como um dente natural, a combinação trauma-placa bacteriana leva invariavelmente a perda do osso ao redor do implante. Nesse caso foi indicada a sua remoção por perda óssea irreversível. Nesse caso foi usada uma chave da Dentoflex chamada Retriever, ela é encaixada no implante dando uma volta no sentido anti-horário. Adapta-se o torquímetro e no sentido anti-horário o implante vai sendo “desrosqueado”com um mínimo de trauma e perda óssea. Uma  tomografia será necessária para se analisar a possibilidade da instalação de novo implante dentário. O paciente antes de fazer um implante dentário deve ser informado sobre a chance de sucesso para aquele caso (prognóstico). O sucesso vai depende do que chamamos de : fatores de risco. Os riscos podem ser desde a qualidade óssea, doenças prévias, altura e largura óssea, bruxismo, etc. Cada fator de risco deve ser avaliado pelo dentista e comunicado para o paciente o prognóstico do caso. Caso realizado no consultório odontológico em Moema pelo Professor de Prótese Dentária Osmar Castro. www.odontologiacastro.com.br

Dentaduras

Dentaduras

Dentaduras: são próteses removíveis feita em resina acrílica. Como posso avaliar a qualidade de uma dentadura?

Tipo de dente: quanto mais barato os dentes artificiais usados em dentaduras maior o desgaste e pior a estética.

Qualidade da resina acrílica: resinas acrílicas de menor qualidade podem provocar alterações dimensionais levando a desadaptação das dentaduras.

Qualidade do serviço do protético: é fundamental a qualidade do serviço laboratorial feito pelo protético pois resinas mal processadas podem levar a porosidades internas podendo resultar na diminuição da resistência levando a fratura da dentadura.  A escultura das papilas gengivas não podem ter retenções senão causará acúmulo de alimento, dificuldade de higienização e mau hálito. Além disso o protético deve dominar a técnica de caracterização da gengiva pois dentaduras em uma única cor de gengiva rosa são bastante artificiais.

Qualidade do dentista; o dentista precisa conhecer as técnicas de moldagem para obter uma pressão na dentadura que resulte em conforto e segurança para o paciente.

Resumindo, a confecção de dentaduras bem realizadas depende de um entrosamento perfeito entre o protético e o dentista, materiais de alta qualidade e técnicas científicas atualizadas. A dentadura é a prótese mais difícil de ser feita, por isso um especialista em prótese dentária é o profissional indicado para realizar esse tipo de prótese.

Resposta do Especialista em Dentaduras: professor Osmar Castro       www.odontologiacastro.com.br

dentaduras

Problemas com dentaduras?

problemas-dentadura

Problemas com a dentadura

Problemas com as dentaduras?

Problemas com as dentaduras? As dentaduras (próteses totais removíveis), são as próteses dentárias mais difícieis de serem feitas, visto que o paciente ao perder todos os seus dentes, perdem várias referências importantes para o dentista: cor, forma e tamanho dos dentes, oclusão (mordida) e DVO (altura da face). Além disso as dentaduras convencionais não tem dente ou implante para se fixarem, por isso dependem exclusivamente do vácuo que somente é obtido quando o dentista conhece a fundo técnicas de moldagem para produzir bordos funcionais que impedem a entrada do ar e aumentam a retenção da prótese. Escrevi dois livros sobre dentaduras e nele explico minha técnica chamada “Técnica da Clonagem Terapêutica”que resulta em próteses estéticas e funcionais, dando segurança e conforto para o paciente. Não existe milagres, uma dentadura de alto padrão só é obtida com um laboratório de excelência, dentes de primeira linha importados e um dentista que domine a técnica de confecção de dentaduras. A maioria dos problemas de dentaduras como falta de pressão, desconforto, dificuldade na fala e machucados, são decorrentes de próteses dentárias mal confeccionadas. Nossas dentaduras são esculpidas com precisão evitando o incômodo da deposição de resíduos, além disso fazemos todas elas com um reforço metálico interno que irá promover uma dentadura reforçada no interior, e fina e confortável no céu da boca, permitindo uma adequada posição da língua obtendo conforto e melhorando a fonética.

Professor Osmar Castro: Especialista em dentaduras           www.odontologiacastro.com.br

 

Prótese fixa X dentadura

Prótese fixa x Dentaduraprótese fixa-dentaduras

O que é melhor uma prótese fixa ou uma dentadura? Quando bem feitas as duas podem ser uma boa opção, quando mal feitas as duas podem causar sérios problemas estéticos e funcionais. Esse caso que apareceu em meu consultório em Moema na semana passada mostra uma prótese fixa sobre implantes que teve um insucesso. As setas amarelas demonstram que a prótese não assentou nos implantes deixando um espaço entre a prótese e os implantes. Isso levou a fratura de 2 parafusos dentro dos implantes e a uma reabsorção óssea que provocou a perda de um implante dentário. Para esse tipo de prótese fixa são indicados intermediários que são peças que melhoram o eixo de inserção da prótese e no caso de fratura de parafusos este não ocorrem no interior do implante e sim dentro dos intermediários, o que evita a perda do implante já que o parafuso do intermediário é mais frágil do que o parafuso que se prende ao implante, justamente para proteger o implante dentário. Além disso, o uso de intermediários corrige posições de implantes muito subgengivias (para dentro da gengiva), levando a adaptação da prótese para áreas de maior acesso a higienizarão. Por isso, um planejamento de uma prótese fixa sobre implantes deve ser o mais profundo possível, a fim de entregar próteses com grande durabilidade e que promovam a saúde bucal. www.odontologiacastro.com.br

Especialista em dentaduras:

Especialista em dentaduras responde:

Especialista em dentaduras responde: O que é uma dentadura híbrida ou prótese total híbrida?

É uma dentadura feita sobre as raízes de dentes naturais recobertas ou não por coppings (capas) metálicas. Nesse caso que atendi hoje a paciente retornou para um controle, fiz uma dentadura recobrindo esses dentes anteriores, esse ano a prótese completa 6 anos e as raízes estão boas e preservando todo o osso anterior. Esses dentes não se prestariam para se colocar coroas dentárias, mas se prestam muito bem para apoiar uma dentadura evitando a perda óssea e flacidez da gengiva, principalmente para esse paciente que tem bruxismo noturno (apertamento dos dentes a noite). Nesse caso as raízes mais comprometidas não foram encapadas com metal, e as em melhores condições foram encapadas, mas até hoje nenhuma raiz teve que ser extraída. Mais uma vantagem da preservação dessas raízes: se um dia alguma se perder não há necessidade de se trocar a dentadura, apenas uma pequena readaptação, além disso a propriocepção dada pelo ligamento periodontal dos dentes controla a força de mastigação do paciente. Por isso só existe vantagens em preservar dentes naturais mesmo que a única alternativa seja dentaduras. Essas raízes na prótese superior são normalmente para servirem de suporte e manutenção no osso, quando são feitas na dentadura inferior geralmente são usadas com sistemas de retenção através da colocação de magnetos (imãs) que aumentam a retenção da dentadura inferior ao mesmo tempo que preservam o osso da mandíbula. Se as dentaduras forem recobertas por implantes dentários passarão a se chamar Overdentures. Caso realizado no consultório dentário em Moema pelo especialista em dentaduras Professor Osmar Castro. www.odontologiacastro.com.brDentadura híbrida