Prof. Dr. Osmar Castro

Especialista, Mestre e Doutor em Prótese Dentária USP

Prof.Dr. Osmar Castro é Professor do Curso de Mestrado em Prótese Dentária da São Leopoldo Mandic e autor de dois livros de Prótese Dentária. Formado há 30 anos tem consultório particular em Moema -São Paulo. (11) 55311032

Especialista Prótese Dentária responde

Desgaste dos dentes da prótese.

Os dentes de próteses totais ou pontes móveis parciais devem são de resina acrílica. Aqui no Brasil não se importa dentes de porcelana para esses tipos de próteses dentárias por não se desgastarem e transferirem a carga para o osso causando grandes reabsorções. A desvantagem dos dentes de acrílico são sua menor estabilidade de cor e o desgaste. Esse desgaste, se for pequeno, é até benéfico pois diminui as cargas sobre a gengiva. A maior causa dos desgastes não é a mastigação, e sim, hábitos parafuncionais como o apertar ou ranger dos dentes (bruxismo). Para esses pacientes deve se indicar uma placa de mordida de uso noturno sobre a prótese  para tentar conter o desgaste. Escovas duras e o uso de creme dental que contém abrasivos também podem levar a desgastes da resina acrílica. Como especialista em prótese dentária só indico e utilizo dentes de qualidade e com uma superfície endurecedora para minimizar ao máximo os desgastes.

PLÁSTICA PROTÉTICA

O especialista em prótese dentária Osmar Castro alerta que próteses removíveis mal planejadas podem levar a grandes perdas ósseas o que vai promover uma alteração estética importante. Nesse caso o toque de dentes superiores da prótese com inferiores naturais (síndrome de Kelly ou da combinação) ocasionou uma grande perda óssea na região superior anterior. O caso foi planejado com um grande suporte anterior dado pela prótese nova, realizando o que chamamos de plástica protética tamanha é a alteração do perfil do paciente.

Prótese Dentária – Livro na segunda edição

Missão cumprida! Meu livro foi aprovado para a segunda edição. Ampliado e revisado, teremos novos capítulos como ajuste oclusal para próteses totais, Visagismo, Overdenture, Protocolo de um protocolo de carga imediata e um caso de overdenture com uma prótese total oca. Um aumento de 70 páginas em relação a primeira edição, totalizando agora 240 páginas. Provavelmente será lançado até julho e esperamos a mesma receptividade da primeira edição. Será um livro com técnicas avançadas para especialistas em prótese e especialistas em implantes.  Agora com os acréscimos se chamará: Clonagem Terapêutica para Próteses Totais e Overdentures.

Especialista em dentaduras responde: esse tipo de prótese pode causar câncer?

Os maiores fatores de risco para desenvolver um câncer bucal está mais relacionado ao uso do tabaco, principalmente ao cachimbo e charuto, e ao consumo de álcool. As dentaduras não tem sido relatadas como causadores do câncer bucal. As dentaduras (próteses totais), podem, se não bem feitas ou desadaptadas levar a uma inflamação bem freqüente que é a estomatite protética. Esse tipo de inflamação está associada a traumas gerados pela prótese, má higienização ou infecção fúngica. O tratamento é realizado com readaptações da dentadura antiga e após a desinflamação dos tecidos troca da prótese e orientação na higienização.

Especialista em prótese dentária responde:

Facetas dentárias em resina são possíveis de se confeccionar no consultório? Sim, nesse caso o paciente apresenta um quadro severo de bruxismo noturno (ranger de dentes) com grande perda do esmalte dos dentes anteriores e da guia anterior (que comanda o corte dos alimentos) (1). Foi proposto um tratamento inicial não invasivo (sem desgaste dos dentes), feito através de uma moldagem, um planejamento virtual feito no computador (2), um enceramento de diagnóstico, uma guia em silicone para auxiliar na adesão de fragmentos em resina (3) e a conclusão do caso (4), totalmente em resina. Caso realizado pelo Cd Osmar Castro na clínica em Moema.